sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Sou quem sou, sempre

Detesto estigmas. O estigma do "ah, viveste toda a vida em Cascais és uma tia", o do "gostas de beyonce és do pop não sabes apreciar mais nada" ou "vês aqueles filmes de merda, não sabes o que é o bom cinema [sempre depois com as teorias do cinema francês ou espanhol]". Detesto isto. Sou quem sou. Gosto [tanto] de beyonce, mas ouço tudo. Os meus cd's gravados são uma animação, passo do rock para o pop para o indie para o hip hop assim do nada. Sou louca por Sam the Kid. Uma das minhas bandas preferidas são os Incubus. E diverte-me ouvir Blink 182. Ah, e vou ao concerto da Britney Spears. E da Rihanna. E não perco um de Bon Jovi, aqui ou em Espanha. Sou quem sou e gosto disto tudo. E gostar disto tudo aparentemente dá o poder de dizer "gostas da beyonce? ah, então não vais conhecer vampire weeked". E queridos, SBSR 2010, third row. Aos saltos.

Estigmas são uma merda. Vivi em Cascais a vida toda, sou uma pessoa normal, do mais simples que há. Mas se conheço alguém novo e me perguntam onde vivo e digo Cascais, a resposta será invariavelmente "aiiii querida" com o sotaque dos "tios" estão a ver? Do mais ridículo que há.

Todos somos diferentes, todos temos gostos distintos. Os teus não são melhores que os meus e vice-versa. A cultura está por aí, em todo o lado, é saber aproveitá-la. Cinema, teatro, música, concertos, livros, revistas, jornais, web, está tudo à disposição. Tu é que escolhes o que fazer com isto. E eu, escolhi o que me dá mais prazer. Sem merdas, sem vergonhas. A mim não me dizem que os Vampire Weekend são melhores que a Beyonce. São diferentes. Senão, qual seria a piada?

3 comentários:

Kat disse...

querida concordo completamente!! podemos gostar de tanta coisa ao mesmo tempo, eu sofro do estigma do és do porto carago?" e depois passam os resto do dia a imitar o sotaque em modo exagerado! enfim...

Sweetcita disse...

excelente post :) gostei :) bjinhos

cairs disse...

obg meninas :) sim, o estigma do porto também é outro dos presentes. commo o do alentejo associado à lentidão. Os meus dois avós são alentejanos e nunca vi pessoas tão activas na vida!